Segurança

Como identificar fraudes e tentativas de golpes online

Medidas preventivas ajudam a proteger as finanças, a privacidade e a segurança de dados pessoais

Luciano Vanderley
10/06/2022 11:06
2 minutos

Todo mundo tem um amigo ou um parente que já sofreu uma tentativa de fraude online, não é? Você mesmo, leitor aqui do Blog da Euro17 Crédito, se procurar nesse exato momento no seu e-mail pessoal, certamente vai encontrar alguma mensagem de banco com um problema que precisa ser resolvido com urgência ou uma excelente proposta falsa.
Não é à toa que o número e a variedade de golpes online só aumenta: passamos cada vez mais tempo conectados, e quase tudo o que fazemos hoje em dia é feito usando a internet como meio, seja fazer compras, enviar mensagens, trabalhar, pagar boletos, comprar créditos para o celular, além de grande parte do nosso tempo dedicado ao lazer, como assistir filmes e ouvir música, tudo isso é feito usando a internet por meio de aplicativos.
Estes aplicativos (softwares), que podem estar instalados no seu celular, notebook pessoal ou no PC do trabalho, apesar do grande desenvolvimento dos recursos de segurança, ainda são susceptíveis a falhas e erros, e podem apresentar brechas de segurança que são usadas por pessoas mal intencionadas. Dessa forma, podemos concluir inicialmente que, sim, é possível burlar a segurança desses aplicativos.
Mas é aí que vem a informação mais importante do tema fraudes online: o principal furo nessa rede de segurança, geralmente é causada pelo próprio usuário, que por desconhecimento ou falta de atenção acaba permitindo que um atacante adquira as credenciais de acesso ou instale um programa malicioso que pode roubar senhas e dados pessoais causando prejuízos financeiros.
Mas como os usuários acabam permitindo que isso aconteça? Como esses usuários são induzidos ao erro? Aí que está a outra parte dessa história: esses golpes utilizam a chamada “engenharia social”, que é uma técnica criada para induzir pessoas ao erro mostrando informações falsas como se fossem verdadeiras.
Um exemplo muito comum é a cópia não autorizada de dados reais de pessoas ou empresas, como fotos, logomarca, layout de e-mails, clonagem de sites, etc, que passam a ser enviados às vítimas na tentativa de enganá-los, e é dessa maneira que geralmente as pessoas “caem” nos golpes virtuais.
Esses golpes costumam atingir usuários com menos experiência no uso dos dispositivos, pessoas mais idosas ou qualquer um de nós, que pela pressa no dia a dia, não tem tempo suficiente para analisar a enorme quantidade de informações que recebemos a todo instante.
Em suma, antes de clicar em qualquer link, seja de WhatsApp, e-mail, Facebook ou sites, avalie qual a origem da mensagem, e sempre verifique a veracidade das informações nos canais oficiais da empresa antes de fechar qualquer tipo de negócio, assim você protege seus dados pessoais e mantém suas finanças em segurança.

Usamos cookies pra oferecer a melhor experiência e analisar o uso de nosso site, direcionar conteúdos e anúncios personalizados e facilitar a navegação de forma segura. Para mais informações, consulte nossa Diretiva de Privacidade.